terça-feira, 6 de janeiro de 2009

Quebra, mar



Tal qual o mar, o tempo
leva consigo partes de um passado
que arrastadas por dentre as ondas
não retornam, pois não permanecem iguais.

Contra as forças deste mar lutei.
Tão frágil sou, agora sei.
Não se pode a correnteza comandar,
logo vêm as ondas e nos mostram nosso lugar.

Um comentário:

Esther disse...

Belo contemplar o seu..

suave como a brisa
ondas de palavras
que nos levam daqui
para alí,


bj,